4ª Semana Nacional de Arte Espírita de 22

card.jpeg

   A Arte Espírita entre a tradição e a modernidade

    Embora a Arte Espírita tenha nascido na segunda metade do século 19, quando o Romantismo já dava sinais de esgotamento estético e preparava terreno para o nascimento da escola Realista, seu desenvolvimento se deu principalmente ao longo do século 20, chamado por estudiosos de “O século Modernista”.


    Mesmo assim, boa parte dos objetos de arte produzidos pelos artistas espíritas ainda parecem seguir as tradições estéticas pré-modernidade. O Romantismo e o Classicismo mostram-se como os grandes modelos de arte a influenciar os artistas espíritas, embora seja possível observar nítidas influências do romance de tese Naturalista nas narrativas escritas por espíritas.
 

   Lembrando o centenário da Semana de Arte Moderna, tencionamos refletir sobre o atual estado do diálogo da Arte Espírita com as propostas estéticas da modernidade, detectando caminhos já desenvolvidos e apontando outros ainda inexplorados.